Um trabalho científico observou, por meio de exames, o que ocorre no cérebro quando algo que ouvimos, mas não conseguimos entender, de repente é identificado e faz sentido.

Sabe quando você está na balada e um amigo está tentando te dizer algo, mas você não consegue ouvir? A fala só fica clara quando, depois de muitas tentativas, você entende o contexto, não é?

O objetivo da pesquisa, portanto, era entender melhor os mecanismos da percepção humana e, de acordo com os cientistas, a maior compreensão de como o cérebro filtra os ruídos pode contribuir para a criação de aparelhos voltados a pessoas com problemas de fala e audição.

 

Como o cérebro sintoniza melhor os sons

De acordo com um estudo sobre como o cérebro sintoniza sons, feito pela Universidade da Califórnia, somos capazes de escutar em um ambiente barulhento quando as regiões do cérebro responsáveis pela audição e processamento de fala mudam o padrão de atividade após serem automaticamente “acesas” no processo, sintonizando melhor as palavras.

Em meio aos ruídos, o cérebro é capaz de alterar a forma de concentração em diferentes partes do som, algo semelhante a quando mudamos as estações de um rádio antigo para receber uma melhor frequência.

Os pesquisadores mediram a atividade do cérebro no momento em que palavras de uma frase que praticamente impossível de compreender eram ouvidas pelos voluntários subitamente se tornavam claras assim que eles eram informados sobre o significado da sentença.

Logo após escutar a frase que fazia sentido as pessoas foram capazes de identificar o que era dito na versão antes incompreensível. O cérebro produziu, no momento, atividades associadas ao processamento do som..

Fonte: Vix

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *