O gato Garfield é estrela de uma das tirinhas mais famosas da história, sendo publicado em 2570 jornais de todo o mundo (só perdendo para Peanuts). Os outros personagens principais são Odie, um cão estúpido, e Jon Arbuckle, um cartunista, dono dos dois. Garfield é criação de Jim Davis, que tirou o nome de seu avô James Garfield Davis (este teve seu nome inspirado pelo presidente americano James Garfield).

História

Garfield estreou em 19 de Junho de 1978. Tinha traços disformes, bochechas enormes e olhos pequenos. Já mostrava sarcasmo:
Jon – Oi, eu sou Jon Arbuckle, e esse é meu gato, Garfield.
Garfield – Oi, eu sou Garfield, sou um gato, e esse é meu cartunista, Jon.
A tira ironiza pessoas que transformam os animais de estimação nos “donos da casa”. Também mostra um gato atuando como homem (inclusive, andando em 2 patas) e enfrentando problemas humanos (dieta, tédio, aversão às segundas-feiras, etc.).
Em 1980, Jim Davis redesenhou Garfield, com olhos ovais e barriga menor, dando como justificativa uma dieta forçada.
Em 1982, Garfield estrelou um especial de TV chamado Aí vem Garfield. Outros onze especiais foram feitos até 1991; uma série animada, Garfield e Seus Amigos, foi produzida entre 1988 e 1995. O gato fora dublado no Brasil por Carlos Marques.
Em 7 de Junho de 1999, a tirinha tornou-se colorida.
Em 2004, foi lançado Garfield, o Filme, que usou um Garfield criado por computação gráfica e dublado por Bill Murray (a versão brasileira é dublada pelo ator Antônio Calloni). Um segundo longa-metragem, Garfield 2, foi lançado em 2006.
Em 2007 foi lançado um filme chamado Garfield Cai na Real (Garfield Gets Real) em desenho de computação gráfica, baseado nos quadrinhos.
Em 2008 foi lançado outro filme, que o título orginal é Garfield Fun Fest, que também foi em computação gráfica.
Em 2009 irá lançar o 3º filme, que será chamado en:Pet Force.Personagens
Garfield – Um gato laranja listrado. Preguiçoso, guloso, amante de televisão e acima de tudo, sarcástico. Adora chutar Odie da mesa, caçar pássaros e carteiros, o seu prato favorito é lasanha. Odeia segunda-feira, passas, dietas (que vez ou outra Jon lhe impõe) e caçar ratos (“Lábios que tocam num rato jamais tocarão os meus”). Garfield adora matar aranhas e sofre de ataques de sono.

Odie – O “parceiro” de Garfield. É um cão idiota, definido por Garfield como “uma língua com olhos e patas”, por sempre estar com a língua de fora, babando. Mas freqüentemente se vinga do gato. Sua primeira aparição foi em 8 de Agosto de 1978.

Jon Arbuckle –
O cartunista (embora raramente seja visto trabalhando), dono de Odie e Garfield. É um fracasso com as mulheres, veste-se muito mal e geralmente cai nos truques do gato. Em uma tira de Natal, descobrimos que seu nome completo é Jonathan Q. Arbuckle.

Nermal – O “gato mais lindo do mundo”. Freqüentemente aparece, para desprezo de Garfield. No desenho, Garfield gosta de tentar mandá-lo para Abu Dhabi.
Pooky – o urso de pelúcia de Garfield. Em sua primeira aparição, Garfield procurava algo na gaveta de Jon e achara Pooky.
Arlene – a namorada de Garfield. Aparece esporadicamente.
Lyman – amigo de Jon, o dono original de Odie. Em 1983 desapareceu, só reaparecendo em uma ponta na tira de 19 de Junho de 1988, que comemora o décimo aniversário de Garfield.
Liz Wilson – a veterinária de Garfield. Jon vive tentando dar-lhe uma cantada, e quando eles saem, geralmente é um desastre (especialmente porque Garfield vai junto…). Em 2006, os dois finalmente começaram um namoro.
Herman Post – O Carteiro de Jon. Garfield vive o atormentando.
Wilhelm Burtside – Vizinho irritadiço e mal-humorado de Jon Arbuckle, é outra vítima constante das armações do Garfield, especialmente no que diz respeito ao mau uso da churrasqueira “emprestada” de Burtside. Binky, o palhaço – ridículo animador infantil de televisão, caracterizado por seu grito “Ooooooi, crianças!”, o qual é normalmente modificado por “Oooooi, gato!” para pregar sustos nas pessoas, especialmente no p
obre Garfield.
Balança – A balança do banheiro possui um processador, por isso, fala. Quando Garfield resolve usá-la, geralmente a balança vai para o lixo por dizer frases como:”Me diga, alguma vez já pensou em seguir carreira como barcaça fluvial?”
“Sou uma balança de banheiro! Não peso cargas!”
“Quantos são vocês aí em cima?”
“parabens,esta voz oficialmente interdita a passagem por certas pontes!”

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Garfield

10 comentários para “História do Garfield

  1. Sou louca pelo Garfield sou apaixonada , adoro o desenhos filmes e tenho muitas coisa dele . Sou louca por gatos mas o Garfield sou louca .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *